Gráfica que recebeu R$ 6 milhões do PT era presidida por motorista e não tinha funcionários.

Gráfica que recebeu R$ 6 milhões do PT era presidida por motorista e não tinha funcionários.

Gráfica Rede SegA campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição pagou R$ 6,15 milhões a uma gráfica que não tem nenhum funcionário registrado e cujos documentos apontam como presidente o motorista Vivaldo Dias da Silva, que em 2013 recebia R$ 1.490.

A Rede Seg Gráfica e Editora, de São Paulo, aparece como a oitava fornecedora que mais recebeu dinheiro da campanha presidencial petista no ano passado, de acordo com os registros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Segundo a Folha de São Paulo apurou, funcionários do TSE que examinaram as contas da campanha de Dilma descobriram a situação da gráfica ao cruzar as informações da empresa com o banco de dados do Ministério do Trabalho.

Facebook
Twitter
Instagram
WhatsApp