Morre aos 76 anos, o “Fenômeno das urnas” Miguel Mossoró.

Morre aos 76 anos, o “Fenômeno das urnas” Miguel Mossoró.

O ex-candidato a prefeito de Natal e deputado federal, Miguel Mossoró, morreu na tarde desta terça-feira (11), aos 76 anos, em Natal. Militar reformado, Miguel Joaquim da Silva, natural de Mossoró, estava internado há cerca de um mês no Hospital do Exército, na capital.

Em 2004, ele foi considerado um fenômeno de votação quando conquistou 67.065 votos e acabou levando a disputa entre Carlos Eduardo e Luiz Almir para o segundo turno. Em 2008 ele repetiu a candidatura, mas sua votação foi pouco expressiva. Já em 2014 ele voltou a se candidatar, dessa vez para deputado federal pelo PTC e recebeu 2.186 votos.

Em suas campanhas ele ficou conhecido pelas propostas inusitadas, como a ponte que ligaria Natal a ilha de Fernando de Noronha, distantes 380 quilômetros. “Se os europeus fizeram um túnel embaixo do mar, por que nós não podemos fazer uma ponte como essa”, dizia na época.

Além disso ele pretendia implantar a educação em tempo integral na rede municipal, premiando os 100 melhores alunos com viagens para a Disney, um teleférico entre o Morro do Careca e a Via Costeira, em Ponta Negra, uma escada rolante em Mãe Luiza e o projeto “Mãozada no turismo sexual” no qual assegurava que “turista que vier pra Natal fumar maconha, cheirar cocaína e prostituir nossas garotas vai pra mãozada com Miguel Mossoró”. Tribuna do Norte.

Igreja Hz
Facebook
Twitter
Instagram
WhatsApp