MPRN lança cartilha “Mulheres Seguras no Ciberespaço”

MPRN lança cartilha “Mulheres Seguras no Ciberespaço”

Você, mulher, sabe o que são “sextorsão” e “scammers do amor”? No mês dedicado à mulher, o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) disponibiliza um material que explica esses e outros delitos praticados no ambiente virtual e que vitimam muitas mulheres. A cartilha Mulheres Seguras no Ciberespaço procura dotá-la de informação diante das estatísticas indicativas de que a violência no ambiente virtual tem sido crescente nos últimos anos.

Com a iniciativa, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRN) apresenta informações sobre os crimes mais praticados contra a mulher na internet, além de orientá-la a como coletar provas e a denunciá-lo caso tenha sido vítima. Assim, com base nas informações, as cidadãs poderão se proteger ou ainda tomarem ciência de que já foram alvo desses crimes.

Sextorsão e scammers do amor

A “sextorsão” é um termo oriundo do inglês sextorsion e que designa a prática de extorsão a partir da ameaça de exposição de supostas fotos ou vídeos íntimos das vítimas na internet. Os criminosos ameaçam divulgar o material a amigos e parentes, caso a pessoa não cumpra o que foi exigido dentro de um prazo determinado por eles.

Já o “scammers do amor” é uma nomenclatura para golpistas do amor que usam plataformas de relacionamento para iniciar um romance e aplicar golpes. As vítimas geralmente são mulheres que procuram por um parceiro amoroso. Os criminosos buscam aproximação com as mulheres para obter todo tipo de vantagens, principalmente valores ou dados do cartão de crédito. Esses golpistas manipulam ou aliciam a vítima para ganhar sua confiança.

A cartilha ainda cita o revenge porn (quando o parceiro ou ex-parceiro divulgar fotos e vídeos íntimos como vingança) e o cyberstalking (quando a mulher é assediada por alguém nas redes virtuais).

Ouvidoria da Mulher

Precisa de ajuda ou está ciente de alguma mulher em situação de violência? O MPRN tem uma canal exclusivo para tratar dessas denúncias: a Ouvidoria da Mulher. O contato pode ser feito por através do [email protected], do whatsapp (84) 99972-1458 ou na página https://bit.ly/ouvmprn.

Confira a cartilha clicando aqui.

Fonte: MPRN

Melanina  - Loja Natália - Hz
Facebook
Twitter
Instagram
WhatsApp