O blogueiro Irineu Candido reza na cartilha “quem disso usa, disso cuida”

O blogueiro Irineu Candido reza na cartilha “quem disso usa, disso cuida”

Famoso por não medir o que fala ou achar que na base de ameaças e indiretas cala as pessoas, o blogueiro Irineu Cândido usou das mais frágeis armas para se defender de problemas que ele enfrenta com a Justiça, optando pelo ataque a esse blogueiro, com acusações levianas e irresponsáveis.

Diferente de Irineu, este blogueiro não é citado em matérias do site do Ministério Público estadual, onde diz trecho: “… O grupo, composto por servidores públicos municipais e empresários locais, desviou dinheiro público através da contratação de bandas para as festas juninas do ano de 2012…”Entre os envolvidos nesta denúncia do MP ajuizada na Comarca de Macau, está o servidor público municipal, Irineu Cândido de Souza Júnior.

Outro trecho da reportagem diz: “As 11 denúncias foram oferecidas após o fim das investigações do Inquérito Civil nº 098/2014. De acordo com a denúncia, o grupo contratou sem licitação 15 bandas de forró para as festividades do São João em 2012, com valores superfaturados”. Então meus amigos, segundo o próprio MP, Irineu e seus comparsas respondem pelos crimes de formação de quadrilha e desvio de dinheiro público da Prefeitura de Macau/RN, que totalizam o valor de R$ 371.331,11.

Pois bem…

Desinformado, o blogueiro usou o rádio na manhã de hoje para faltar com a verdade, quando afirmou  que eu tenho benefícios na Prefeitura de Guamaré, não sabendo ele que este blogueiro é servidor efetivo deste município, sem qualquer outra vantagem, que onere a prefeitura, assim como acontece com a minha esposa. Sem se preocupar com a verdade, Irineu mente também ao afirmar que até a minha sogra trabalha na Prefeitura de Guamaré. Menos, Irineu, mentir é feio.

Quanto ao meu vínculo com os prefeitos Hélio e Tulio. Quem conhece a linha editorial do Blog Guamaré em Dia, sabe que não me dobro a caprichos de ninguém. Cobro quando tenho que cobrar, critico quando necessário e aplaudo o que é certo, basta olhar as últimas postagens deste expediente on line, o que naturalmente não faria se fosse “usado” ou “comprado” por políticos como fui acusado levianamente pelo blogueiro e radialista.

Sobre a gestão de Guamaré, não escondo de ninguém, primeiramente a minha admiração e amizade com o prefeito Hélio, como também o meu contentamento pelo número de acertos do seu governo nesses quase 60 meses, que se supera grandemente as falhas e erros comuns a qualquer governo, nas mais diversas esferas de poder.

Irineu também foi outra vez leviano, ao afirmar que eu e o blog Guamaré em Dia “estaria a serviço da família Tetéo Lemos”. Sou eleitor em Guamaré, não tenho aliança com Tulio e como uma boa parcela dos macauenses, também estou descontente com os erros iniciais de sua gestão, embora continue acreditando que ele possa dar a volta por cima e mudar definitivamente a imagem de Macau, marcada por escândalos nas páginas policiais, onde o blogueiro Irineu aparece como protagonista em pelo menos 11 denúncias do Ministério Público, basta consultar as reportagens que trazem a tona escândalos de superfaturamento de bandas em um passado não muito distante.

O Blog Guamaré em Dia não se sustenta em chantagens, troca de favores ou pela venda do silêncio, em detrimento do grito do povo, práticas que talvez Irineu desconheça, basta consultar o arquivo on line do seu Blog e tirar as conclusões pelos ataques, calúnias e afagos que ele fez ao seu padrinho político Flávio Veras, o que não foi diferente no governo de Kerginaldo Pinto, quando este usava o seu blog para externar sua insatisfações e mandar recado de vereadores descontentes em dado momento, depois recuava, bastava ter uma conversa de pé de ouvido com o gestor. Macau sabe do que estou falando, os ex-prefeitos citados, idem.

Minha vida é aberta, o Ministério Público sabe de cada passo que dei nas funções públicas que desempenhei e desempenho hoje, na condição de servidor efetivo da Prefeitura de Guamaré. Ando na cidade que me adotou como filho de cabeça erguida, sem fugir das instituições que fiscalizam o erário público. Não é Josivan Dantas o blogueiro da região, acusado e investigado de negociar propina com empresários de bandas de Natal e região em festas de são João e carnaval.

Blogueiro Irineu, meu patrimônio é totalmente declarado à Receita Federal, fruto também do resultado do Blog que administro com minha família. Trabalho duro, desde muito cedo, e atualmente o que não falta é trabalho, graças a Deus. Sou feliz e realizado e me dedico com afinco a todos, sem precisar ser subserviente a quem quer que seja. Sobre a sua irresponsável ilação de que tenho benesses do governo Hélio, também é de fácil o senhor comprovar, basta perder um pouco do seu tempo, quando não estiver nos cós das calças do vereador LULA em Guamaré, para consultar o Portal da Transparência.

Sobre a acusação que Irineu relatou, que a vereadora Diva disse que pratiquei quando trabalhei na área da Petrobras “Polo Guamaré”, que eu SUBTRAÍ material de serviços quando trabalhava na área da Petrobras, fato que me fez perder meu empego e possui PROIBIÇÃO EXPRESSA de não adentrar em qualquer espaço da Petrobras, você mente grosseiramente, e tenta jogar a vereadora Diva Araújo contra este blogueiro, coisa que não vai conseguir.

Por Diva Araújo e seu filho Hudson, eu tenho grande apreço, DEUS sabe disto, que eu só tenho feito o bem, e tento preservar a amizade. O que a vereadora Diva falou naquele momento na câmara, entendi que foi no calor do clima politico, e o portal noticiava em tempo real os acontecimentos da politica que agradava a uns e a outros não, faz parte na politica de Guamaré.

Que fiquem claro… O que houve na Petrobras não foi como o blogueiro e radialista prega e acusa levianamente. O que houve de fato, vou esclarecer mais uma vez aqui neste canal de noticias, não para você Irineu, mais para os milhares de leitores, que tiram um pouco de seu tempo para ler as noticias do blog. O que aconteceu está registrado em BO “Boletim de Ocorrência da Petrobras”, e há testemunhas, a saber:

Como Coordenador Operacional da empresa Marines, enviei da base do “Polo Guamaré”, para a Base de Alto do Rodrigues, uma partilheira de ferro e um sofá usado para colocar no escritório. O material foi todo documentado antes de embarcar, até porque quem trabalhar na área da Petrobras, sabe o rigor e apolítica de segurança da estatal.

O material não tinha etiqueta de patrimônio da Petrobras, e estava na área que foi destinada a empresa Marines, e eu não enviei este material para minha casa em Guamaré, onde resido e moro até hoje, e sim para uma base em Alto do Rodrigues.

Como já havia uma articulação para me tirar da frente da coordenação, devido as mudanças que eu estava realizando no setor, isto incomodou alguns funcionários da mesma empresa que eu prestava o serviço, e alguns sem mostrar o rosto, revolveram me denunciar para me desarticular e tirar da frente da coordenação operacional.

A Petrobras recebeu a denuncia, apurou e cumpriu seu papel, a BR foi até a base de Alto do Rodrigues, e constatou que o material não era da empresa Marines, e sim da Petrobras. Por esta razão, ou pelo o meu erro administrativo, o fiscal não perdoou, e resolveu usar a politica da empresa, solicitou ao meu chefe a saída do contrato por este erro que eu cometi sem má intenção.

Um ano depois, voltei a trabalhar na mesma base “Polo Guamaré”, conforme consta na minha carteira de trabalho (CTPS), já em outro contrato, agora como gerente operacional, e só sai de lá do “Polo Guamaré”, apenas para assumir o concurso público que foi aprovado nas primeiras colocações, e estou até hoje na Prefeitura Municipal de Guamaré, cumprindo meu expediente todos os dias, como sempre fiz.

Aproveito o momento, para autorizar a Petrobras “Polo Guamaré”, emitir copia do BO “Boletim de Ocorrência”, a quem interessar para esclarecimento e devidos fins. A razão de ter voltado a trabalhar na mesma unidade “Polo Guamaré”, deixa claro que não cometi nenhum crime que pudesse ser condenado, e sim, um erro humano.

Tenho em posse todas as certidões que um cidadão de bem precisa para provar em qualquer espera do país minha conduta moral profissional. No dia que eu errar, por maior que seja este erro, terei a humildade de pedir publicamente perdão a DEUS, a minha família, aos meus amigos e a sociedade. Sou um ser humano igual a todos, que vive de acertos e erros, mas eu trabalho dia e noite para errar pouco e acertar mais.

Por fim, percebo que no seu destempero emocional e na ânsia para se defender, o senhor Irineu, falou de um caso que corre em segredo de justiça, passando por cima de uma relação extra conjugal, onde se atreveu a subestimar a inteligência do leitor-ouvinte, ao tentar confundir imparcialidade com irresponsabilidade. Ora, quem cobra tanto de agentes políticos no Guamaré em Dia, não pode criticar um colega de profissão, quando este fizer qualquer crítica, a quem quer que seja, desde que esta venha respaldada de fatos e da verdade.

Menos Irineu, Macau lhe conhece.

Igreja Hz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Twitter
Instagram
WhatsApp