Os bastidores da política macauense pegam fogo, literalmente falando.

Os bastidores da política macauense pegam fogo, literalmente falando.

Na oposição são muitas as conversas de varanda com vistas às eleições municipais de 2016. O encontro desta segunda-feira, 25, em Macau, onde sentaram apenas três pré-candidatos a prefeito deu o que falar. Um dos convidados avaliou a reunião quase secreta como um “papo bom sobre o momento atual da política e os problemas administrativos da cidade”.

Quem observou o Coronel Fernandes posando ao lado do ex-prefeito José Antônio de Menezes e do vereador Dércio Cabral estranhou a ausência na foto dos médicos Wilson Roberto, bem votado na última eleição para prefeito e Eduardo Lemos, do PSB da ex-governadora Wilma de Faria.

Outra ausência sentida e comentada pelo internauta que pescou a foto e mandou para o Blog foi do jornalista e pré-candidato a prefeito Túlio Lemos, que ultimamente tem chamado a responsabilidade do governo do Estado em relação a alguns problemas que a cidade de Macau enfrenta, como a interrupção no abastecimento de água e a ausência de uma Central do Cidadão.

Para o Coronel Fernandes, a reunião desta segunda-feira teve como objetivo avaliar o cenário político local, servindo também para colocar em prática a política de estreitamento entre os três pré-candidatos a prefeito. “Foi uma reunião positiva e de avaliação”, concluiu.

Celso Amâncio.

Milena Modas - Hz
Facebook
Twitter
Instagram
WhatsApp